Clipping

CLIPPING SINDHOESG 04/12/18

ATENÇÃO: Todas as notícias inseridas nesse clipping reproduzem na íntegra, sem qualquer alteração, correção ou comentário, os textos publicados nos jornais, rádios, TVs e sites citados antes da sequência das matérias neles veiculadas. O objetivo da reprodução é deixar o leitor ciente das reportagens e notas publicadas no dia.

 

DESTAQUES

Paciente internada a dois meses em hospital realiza sonho de se casar, em Anápolis
Novas testemunhas prestam depoimento sobre médico suspeito de deixar sequelas em pacientes
Harmonização facial
Cinco vítimas que tiveram rosto deformado denunciam médico
Conheça os convidados do 2º fórum Saúde Suplementar

TV ANHANGUERA/GOIÁS

Paciente internada a dois meses em hospital realiza sonho de se casar, em Anápolis
http://g1.globo.com/goias/videos/t/todos-os-videos/v/paciente-internada-a-dois-meses-em-hospital-realiza-sonho-de-se-casar-em-anapolis/7206381/
..................

Novas testemunhas prestam depoimento sobre médico suspeito de deixar sequelas em pacientes
http://g1.globo.com/goias/videos/t/todos-os-videos/v/novas-testemunhas-prestam-depoimento-sobre-medico-suspeito-de-deixar-sequelas-em-pacientes/7206293/
.........................

TV BRASIL CENTRAL

Mais vítimas prestam depoimento contra médico
http://linearclipping.com.br/cfm/site/m012/noticia.asp?cd_noticia=55153784
......................


TV RECORD GOIÁS

Harmonização facial
http://linearclipping.com.br/cfm/site/m012/noticia.asp?cd_noticia=55155377
.....................
PORTAL NEWS GO

Cinco vítimas que tiveram rosto deformado denunciam médico

O médico Wesley Murakami é acusado de causar deformidades em rostos de pacientes, após a realização de procedimentos estéticos. O caso tem ganhado muita repercussão, após as vítimas procurarem a Polícia Civil, responsável pela investigação. Cinco vítimas já registraram denúncias contra o médico que atuava como cirurgião plástico em Goiânia.
As denúncias são referentes a um procedimento realizado em 2017 e quatro em 2018. De acordo com o delegado Carlos Caetano Júnior do 4º Distrito de Polícia Civil da capital, responsável pela investigação, o médico pode ser acusado de Lesão Corporal e a pena pode ser de 10 anos.
"O relato maior das vítimas é de deformidade, insatisfação, alguns ainda relatam que sentem dores, após um ano da realização do procedimento. Então a condenação vai depender dos autos, da quantidade de vítimas, a pena pode ser de 10 anos ou mais", contou o delegado.
Em um dos casos, Murakami foi condenado a pagar a uma paciente que fez um procedimento estético no queixo, R$ 24 mil de indenização por danos materiais, morais e estéticos. A decisão foi da Justiça goiana e cabe recurso.
O Conselho Regional de Medicina do Estado de Goiás (Cremego) afirmou que desde 2003, o médico Wesley Noryuki Murakami da Silva, está inscrito no Conselho, mas que não há uma especialidade médica registrada.
Uma das vítimas é o empreendedor Alexandre Cunha Garzon, de 29 anos. Em abril de 2011, ele procurou a clínica para tratar de acnes no rosto. "O médico, Wesley Murakami, me recomendou fazer laser pois eu tenho marcas de acne na face. Fiz os dois tratamentos, a aplicação a laser e a carboxiterapia", contou em um depoimento. Após um ano, Alexandre voltou a clínica, e o médico então orientou a fazer outro procedimento, chamado Bioplastia. "Ele disse que era o tratamento perfeito para o meu caso", relata.
Os procedimentos feitos por Wesley, continha a aplicação de PMMA, um tipo de plástico líquido usado para preenchimento corporal com efeito definitivo - não é absorvido pelo corpo. "Ele queria fazer a bioplastia no mesmo dia, pois, disse que era simples, bastava eu deitar na maca e em 30 minutos já estaria tudo pronto. Eu fiquei com medo, por ser tão rápido, perguntei se tinha algum efeito colateral ou se poderia dar algum problema, e ele foi categórico na resposta: 'Não! O material é aceito pelo corpo, e não há qualquer chance de problemas", relembra Alexandre.
De acordo com o Cremego, no último dia 23 de outubro, o médico foi punido com uma censura pública veiculada no jornal O Popular e no Diário Oficial do Estado por infração aos artigos 1º, 34 e 115 do Código de Ética Médica (Resolução CFM n.º 1.931/09, DOU 13/10/2009). O Conselho destacou que todas as apurações de denúncias contra médicos instauradas, tramitam em sigilo processual, conforme determina o Código de Processo Ético-Profissional (CPEP) Médico em seu artigo 1º.
O NewsGO não conseguiu contato com a defesa do médico em relação ao processo judicial e sobre as denúncias
....................

FOLHA ONLINE

Conheça os convidados do 2º fórum Saúde Suplementar
Evento acontecerá na quarta-feira (5) no centro de convenções Rooftop 5, em São Paulo
A Folha realiza, no dia 5 de dezembro, a segunda edição do Fórum Saúde Suplementar.
O evento discutirá propostas para reduzir custos e desperdícios no setor, que tem sofrido com o aumento dos gastos médico-hospitalares.
O evento, patrocinado pelas operadoras de planos de saúde Qualicorp e Unimed, com apoio da Anab (Associação Nacional das Administradoras de Benefícios) e da FenaSaúde (Federação Nacional de Saúde Suplementar), terá início às 8h no auditório do centro de convenções Rooftop 5 (Rua Coropés, 88, Pinheiros), em São Paulo.
As inscrições são gratuitas e podem ser feitas no site Folha Eventos . Confira abaixo a lista de convidados.
Alberto Gugelmin Neto
Vice-presidente da Unimed do Brasil, é urologista, pós-graduado em liderança associativa. É também presidente da Federação das Unimeds Santa Catarina, primeiro vice-presidente da Unimed Mercosul e presidente do Portal Unimed.
Alexandre Rosé
Diretor de serviços clínicos da Amil Assistência Médica Internacional, é médico graduado pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro, com MBA em gestão de saúde pela FGV.  Na Amil, também foi diretor nacional de gestão de saúde das internações hospitalares, diretor médico da empresa no Rio de Janeiro, diretor-executivo hospitalar no Rio de Janeiro e em São Paulo e diretor comercial da rede hospitalar em São Paulo.
Ana Carolina Navarrete
É pesquisadora em saúde do Idec (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor), mestra em direitos humanos e graduada em direito pela USP. Foi professora visitante na Escola de Saúde Pública de Minas Gerais -  ESPMG  e pesquisadora do Centro de Estudos e Pesquisas de Direito Sanitário - CEPEDISA e do Projeto Muriel.
Ana Estela Haddad
Livre-docente e professora associada da USP, é diretora de relações institucionais da Associação Brasileira de Telemedicina e Telessaúde (ABTms). Foi diretora de gestão da educação na saúde do Ministério da Saúde (2005-2012), quando coordenou a formulação e implementação do programa Telessaúde Brasil Redes.
Antonio Carlos Endrigo
Diretor de tecnologia da informação da APM (Associação Paulista de Medicina), é médico e empreendedor, especialista em cirurgia geral. Foi gerente-geral da ANS (Agência Nacional de Saúde) por 3 anos, é membro do IoD (Instituto de Diretores, de Londres) e faz parte do conselho da SBIS (Sociedade Brasileira de Informação em Saúde).
Felipe Rossi
Diretor da Associação Brasileira de Planos de Saúde (Abramge), é formado em direito pela Universidade Federal de Minas Gerais, pós-graduado em direito empresarial pela PUC-MG, com MBA em gestão de sistema de saúde pela FGV. É membro do Comitê Executivo Estadual da Saúde de Minas Gerais e da Comissão de Saúde Suplementar da OAB/MG.
José Cechin
É diretor-executivo da Fenasaúde (Federação Nacional de Saúde Suplementar), formado em engenharia eletrônica pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), com mestrados em engenharia elétrica pela Unicamp e em economia pela Universidade de Cambridge. Foi superintendente-executivo do Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS), consultor em previdência, ministro de Estado da Previdência e Assistência Social e secretário-executivo do mesmo Ministério.
Juliana Abrusio
Especialista em direito digital, é sócia do escritório Opice Blum, Abrusio e Vainzof Advogados Associados e coordenadora e coautora dos livros Marco Civil da Internet e Educação Digital (Ed. RT Thomson Reuters). É doutoranda em filosofia do direito pela PUC-SP e mestra pela Universidade de Roma Tor Vergata. Atua como professora de direito digital da Universidade Mackenzie e como professora convidada de curso de pós-graduação da Escola Politécnica da USP e do Insper.
Juliana Pereira
Diretora-executiva de clientes da Qualicorp, é graduada em direito, com mais de 20 anos de experiência em direito do consumidor e relações de consumo, tendo atuado em órgãos como Procon, Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor e Secretaria Nacional do Consumidor. É integrante do Comitê das Nações Unidas para Proteção ao Consumidor e membro do conselho de autorregulação e relações com cliente da Federação Brasileira de Bancos (FEBRABAN). Foi responsável pela implementação do Sistema Nacional de Informações de Defesa Do Consumidor e pela criação do Consumidor.gov.br.
Mara Redigolo
É cofundadora e COO da empresa Dandelin, que busca democratizar o acesso à saúde, e tem graduação em comunicação e marketing pela ESPM de São Paulo. Atuou por dois anos na Porto Seguro, maior seguradora brasileira, com foco nas áreas de marketing digital e CRM.
Paulo Vasconcellos Bastian
CEO do Hospital Alemão Oswaldo Cruz é advogado e economista, com graduação pela PUC-RS. Foi diretor regional do SENAC-RS entre 1996 e 2000 e superintendente operacional do Hospital Moinhos de Vento, em Porto Alegre, de 2000 a 2005.
Salomão Rodrigues
Coordenador da Comissão Nacional de Saúde Suplementar do Conselho Federal de Medicina, é graduado em medicina pela Universidade Federal de Goiás. Foi presidente do Conselho Regional de Medicina do Estado de Goiás por quatro mandatos, membro da Comissão Nacional de Defesa do Ato Médico - Conselho Federal de Medicina e da Associação Médica Brasileira e médico psiquiatra da Pax Instituto de Psiquiatria, de Goiás.
Walter Cintra Ferreira Junior
É coordenador do curso de especialização em administração hospitalar e de sistemas de saúde da Escola de Administração de Empresas da FGV, com graduação em medicina pela Universidade de São Paulo e mestrado e doutorado em administração de empresas pela FGV-SP . É membro do FGVsaúde - Centro de Estudos em Planejamento e Gestão em Saúde da FGV EAESP e assessor da Superintendência do Hospital Universitário da USP. Foi diretor de hospitais públicos e privados, assim como gestor público nas Secretarias Estadual e Municipal de Saúde de São Paulo.
.....................................


Rosane Rodrigues da Cunha
Assessoria de Comunicação


Assessoria de Comunicação - Sindhoesg - 04/12/2018

 

Newsletter

Casdastre-se para receber nossos informativos:

 

Sindicato dos Hospitais e Estabelecimentos de Serviços de Saúde no Estado de Goiás

Alameda Botafogo, nº 101, Centro
CEP 74030-020 - Goiânia - Goiás

 

Telefone:(62)3093-4309

 

sindhoesg@sindhoesg.org.br

GOsites