Clipping

CLIPPING SINDHOESG 12/04/19

ATENÇÃO: Todas as notícias inseridas nesse clipping reproduzem na íntegra, sem qualquer alteração, correção ou comentário, os textos publicados nos jornais, rádios, TVs e sites citados antes da sequência das matérias neles veiculadas. O objetivo da reprodução é deixar o leitor ciente das reportagens e notas publicadas no dia.

 

DESTAQUES

Governo de Goiás ativa 53 leitos pediátricos no Hugol
Ministro da Saúde anuncia recursos para fortalecer a assistência à saúde no estado de Goiás
Plano de saúde deve custear exame em caso de doença grave
STJ nega pedido do MPF e mantém internação de João de Deus em Goiânia


DIÁRIO DA MANHÃ

Governo de Goiás ativa 53 leitos pediátricos no Hugol
Medida faz parte das soluções adotadas para desafogar o atendimento no Hospital Materno Infantil
Como anunciado pelo governador Ronaldo Caiado e pelo secretário de Estado da Saúde, Ismael Alexandrino, o Hospital Estadual de Urgências da Região Noroeste de Goiânia Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol), unidade da Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO), ativa 53 leitos pediátricos, sendo 43 de internação e 10 de UTI, nesta sexta-feira, 12. A ativação dos leitos faz parte das medidas emergenciais adotadas pelo atual governo estadual para desafogar o atendimento no Hospital Estadual Ma-temo-Infantil Dr Jurandir do Nascimento (HMI), unidade referência em pediatria em Goiás.
A partir dessa data, o Hugol passa a receber pacientes via regulação estadual, com perfil de média e alta complexidade, que tiveram o primeiro atendimento no HMI. "O Hugol servirá de retaguarda ao Materno Infantil, funcionando como uma extensão, do ponto de vista operacional, do atendimento pediátrico deste hospital", afirma Ismael Alexandrino. O titular da SES-GO explica ainda que os leitos ativados no Hospital da região Noroeste de Goiânia são metade da capacidade instalada do HMI "Isso vai colaborar para desafogar o atendimento naquela unidade, que sofre com tanta demanda" destaca Alexandrino.
Para essa ativação, a Associação Goiana de Integralização e Reabilitação (AGIR), responsável pela gestão do Hugol, viabilizou em caráter de urgência a contratação de profissionais, dentre enfermeiros, técnicos em enfermagem, médicos, advindos de bancos de processos seletivos de unidades estaduais, bem como empreendeu a disponibilização de insumos, dentre materiais e medicamentos e equipamentos hospitalares.
Segundo o Diretor Geral do Hugol, Hélio Ponciano Trevenzol, a ativação desses leitos, em tempo recorde, tem como foco melhorar a oferta de atendimento pediátrico humanizado para os usuários do Sistema Único de Saúde(SUS) em Goiânia, especialidade que possui uma alta demanda, principalmente a assistência às urgências traumatológicas e clínicas.
PEDIATRIA
De julho de 2015 a dezembro de 2018, o Hugol realizou 14.868 atendimentos de Urgência e Emergência para crianças de 0 a 12 anos incompletos. O hospital assiste a crianças vítimas de traumas de média e alta complexidade, em casos como queimaduras, acidente de trânsito, queda, afogamento, intoxicação e outros.
............
MINISTÉRIO DA SAÚDE

Ministro da Saúde anuncia recursos para fortalecer a assistência à saúde no estado de Goiás
O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, anuncia nesta sexta-feira (12), em Goiânia, novos recursos para qualificar e ampliar a rede de serviços de saúde à população do estado.
Na ocasião, o ministro também irá visitar os hospitais HUGOL, Materno Infantil e o Centro de Atendimento ao Diabético. Em Goiânia, Mandetta também participa do lançamento do Serviço de Transporte Aeromédico de Asas Fixas do Corpo de Bombeiro.
..............

JUS BRASIL
Plano de saúde deve custear exame em caso de doença grave
O Poder Judiciário mais uma vez teve que intervir em determinar que, liminarmente, o plano de saúde realize a cobertura do procedimento de saúde, ainda que não esteja no rol de procedimentos da ANS ou o valor seja elevado.
Liminar determina que plano de saúde custeie exame em caso de doença grave
Empresa alegou que cobertura não consta na ANS.
A 5ª Vara Cível de Santos concedeu liminar para que uma operadora de plano de saúde custeie tratamento de criança portadora de doença grave, que necessita de exame diferenciado. A decisão é do juiz José Wilson Gonçalves, que fixou multa diária de R$ 5 mil, até ao limite de R$ 500 mil, em caso de descumprimento.
O plano de saúde havia negado a realização do exame sob o argumento de que a respectiva cobertura não constava da lista da agência reguladora. O magistrado, no entanto, destacou que, em razão da gravidade da doença, "existe a necessidade de realização do exame indicado pelo médico, para um correto diagnóstico, não cabendo recusa, ainda que se embase em custo elevado ou por não estar previsto no rol de procedimentos da ANS".
Tem sido cada vez mais procurado estas causas, justamente pela falta de comprometimento com a boa justiça e atenção para com os consumidores.
................

PORTAL G1
STJ nega pedido do MPF e mantém internação de João de Deus em Goiânia
Órgão havia pedido que investigado voltasse à prisão, mas colegiado manteve determinação do ministro. Médium está preso e é réu por abusos sexuais, mas sempre negou os crimes.
O colegiado do Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou pedido do Ministério Público Federal (MPF) para que João de Deus voltasse à prisão. De acordo com a decisão da sexta turma do STJ, deve ser mantida a determinação do ministro Nefi Cordeiro para que o médium fique internado no Instituto de Neurologia de Goiânia. O religioso está preso desde 16 de dezembro de 2018 e é réu em processos por abusos sexuais, mas sempre negou os crimes.
O MPF havia entrado com pedido para revisão da decisão liminar no ministro Nefi alegando “ser necessária a prisão cautelar do paciente, pois os requisitos da prisão preventiva foram fundamentados de maneira robusta”.
O órgão também argumentou que a situação de saúde do preso não havia sido analisada e pedia uma nova perícia médica, porque haviam “contradições apontadas entre os documentos apresentados pela defesa e as conclusões do relatório apresentado pelo serviço de saúde do estabelecimento prisional”.
Apesar do pedido do MPF, o STJ afirmou que o motivo de autorizar a internação do médium não é a falta de provas para que ele fique preso e sim “direito fundamental à saúde do paciente”.
João de Deus está internado na unidade de saúde desde o último dia 22 de março. Ele foi encaminhado ao hospital depois que um laudo, feito à pedido da defesa do médium, apontou que ele tem um aneurisma na região abdominal e que ele corre risco de morrer se o aneurisma se romper.
Outro laudo médico, feito por médicos do Núcleo de Custódia de Aparecida de Goiânia, na Região Metropolitana da capital, onde o médium estava preso, havia apontado que João de Deus não precisava ser internado e que estava bem.
Pedidos de habeas corpus
A defesa de João de Deus vem tentando a soltura dele ou a transferência para prisão domiciliar. O médium teve habeas corpus negado em caráter liminar no Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJ-GO) e no STJ.
A corte especial do TJ-GO concedeu habeas corpus ao médium na denúncia por coação de testemunhas, mas ele não foi liberado porque existem outros dois mandados de prisão contra ele. O mesmo foi concedido ao filho dele, Sandro Teixeira, que responde à mesma acusação e foi solto.
Resumo do caso
Ações na Justiça: João de Deus já virou réu três vezes por violação sexual e estupro de vulnerável. A mulher dele, Ana Keyla Teixeira, também foi denunciada no crime envolvendo os armamentos e negou saber das armas. Já o filho, Sandro Teixeira, por intimidação das testemunhas;
Apuração no MP: O órgão segue colhendo e analisando novas denúncias de mulheres que se dizem vítimas do médium.
Investigação: Polícia Civil aguarda laudos para concluir a investigação sobre lavagem de dinheiro, devido aos mais de R$ 1,6 milhão e pedras preciosas aprendidos em imóveis do médium.
....................

Rosane Rodrigues da Cunha
Assessora de Comunicação

 


Assessoria de Comunicação - Sindhoesg - 12/04/2019

 

Newsletter

Casdastre-se para receber nossos informativos:

 

Sindicato dos Hospitais e Estabelecimentos de Serviços de Saúde no Estado de Goiás

Alameda Botafogo, nº 101, Centro
CEP 74030-020 - Goiânia - Goiás

 

Telefone:(62)3093-4309

 

sindhoesg@sindhoesg.org.br

GOsites