Clipping

CLIPPING SINDHOESG 09/01/20

ATENÇÃO: Todas as notícias inseridas nesse clipping reproduzem na íntegra, sem qualquer alteração, correção ou comentário, os textos publicados nos jornais, rádios, TVs e sites citados antes da sequência das matérias neles veiculadas. O objetivo da reprodução é deixar o leitor ciente das reportagens e notas publicadas no dia.

DESTAQUE
Começa pesquisa para saber como anda a saúde dos brasileiros
Doença misteriosa em BH intriga médicos
"ANS: Pronta pra te ajudar!" é o slogan da nova campanha publicitária da reguladora

AGÊNCIA BRASIL

Começa pesquisa para saber como anda a saúde dos brasileiros

A pesquisa Vigitel 2020 (Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico), realizada todos os anos pelo Ministério da Saúde, pretende ouvir cerca de 27 mil pessoas somente no primeiro semestre. A participação é muito importante para que seja possível conhecer o retrato da saúde das pessoas no país e para o planejamento e monitoramento das ações e políticas públicas de cuidado à saúde dos brasileiros.
Portanto, Você que tem 18 anos ou mais e mora em uma das 26 capitais do país, além de Brasília, poderá receber uma ligação do pesquisador do ministério convidando-o para participar da principal pesquisa no país que mede os fatores de risco e de proteção para doenças crônicas não transmissíveis, como diabetes, cânceres, obesidade, doenças respiratórias e relacionadas ao coração principais causas de mortes no país.
Segundo o ministério, o tempo médio para responder ao questionário é de cerca de 12 minutos. As ligações serão feitas das 9h às 21h (horário de Brasília) nos dias da semana, e das 10 às 16h aos sábados, domingos e feriados. A participação na pesquisa é voluntária.
Conhecer a situação de saúde da população é o primeiro passo para planejar ações e programas que reduzam a ocorrência e a gravidade destas doenças, melhorando, assim, a saúde da população, destacou o secretário de Vigilância em Saúde, Wanderson Oliveira.
O ministério alerta que durante a pesquisa não será perguntada qualquer informação relacionada a documentos pessoais, como CPF, RG ou mesmo dados bancários. As únicas informações pessoais obtidas por meio da pesquisa dizem respeito à idade, sexo, escolaridade, estado civil e raça/cor, uma vez que permitem que os resultados reflitam a distribuição sociodemográfica da população total.
Desde 2006, a pesquisa Vigitel monitora a frequência e a distribuição de fatores de risco para o surgimento destas doenças através de um questionário, respondido por telefone, sobre itens como hábitos alimentares (consumo de frutas e hortaliças) e estilo de vida (prática de atividade física, tabagismo e consumo de bebidas alcóolicas). São também investigadas a frequência e o diagnóstico médico de hipertensão arterial e diabetes, bem como a realização de exames de mamografia e de papanicolau.
..................

CORREIO BRAZILIENSE

Doença misteriosa em BH intriga médicos
Oito pessoas, todas ligadas a um bairro da capital mineira, foram afetadas. Uma morreu. Ontem, dois novos casos foram notificados. As vítimas são homens entre 56 e 64 anos

» Larissa Ricci
» Gabriel Ronan
Moradores de Buritis, na Região Oeste de Belo Horizonte, estão apre-ensivos: uma doença misteriosa, que tem acometido pessoas ligadas à localidade, fez ontem mais dois pacientes. As notificações chegaram à Saúde estadual no mesmo dia em que o corpo de Paschoal Demartini Filho, 55 anos, que estava internado em Juiz de Fora, na Zona da Mata e morreu na terça-feira, deu entrada no Instituto Médico-Legal de Belo Horizonte.
Como todas as outras, as duas possíveis novas vítimas são do sexo masculino. Têm 56 e 64 anos. Agora, são oito os casos em investigação, já que um foi descartado ontem por não se adequar ao quadro. Na tentativa de acelerar o fim do mistério, a Polícia Civil trouxe reforço de São Paulo: um médico-legista da USP, especialista em necrópsias em situações epidemiológicas.
Quanto às duas novas notificações, a Secretaria de Estado de Saúde ainda não sabe dizer se os sintomas começaram a se manifestar nos homens em dezembro, como ocorreu nos casos suspeitos anteriores, ou já neste ano. Só será possível assegurar isso depois que servidores da pasta conversarem com os familiares dos pacientes.
Ao mesmo tempo em que mais dois nomes entraram na lista, a Saúde estadual retirou uma pessoa da lista de casos misteriosos. Trata-se de um idoso de 76 anos, que não apresentava os mesmos sintomas das outras vítimas e já tinha histórico de doença nos rins -- a insuficiência renal é um dos principais sinais da enfermidade. Problemas gastrointestinais (náusea e/ou vômito e/ou dor abdominal) e alterações neurológicas, como paralisia facial e descendente, borramento visual, amaurose (perda da visão parcial ou totalmente) e alterações sensitivas também fazem parte do quadro clínico.
A investigação está sendo feita por uma força-tarefa, que inclui equipes de órgãos estaduais e do Ministério da Saúde. Amostras para testes são processadas no laboratório da Fundação Ezequiel Dias (Funed). Além disso, a Polícia Civil deslocou, ontem, equipes para verificar amostras das bebidas que serão avaliadas no Instituto de Criminalística. Não há prazo, no entanto, para a finalização dos trabalhos.
..................

PORTAL SEGS

"ANS: Pronta pra te ajudar!" é o slogan da nova campanha publicitária da reguladora

Vídeos produzidos para internet e redes sociais têm como mote a orientação ao consumidor
"ANS: Pronta pra te ajudar!" é o slogan da campanha publicitária deste ano da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). O conceito tem origem no papel social da Agência de prestar serviço de utilidade pública ao cidadão brasileiro, fornecendo informações sobre o setor de planos de saúde, orientando o consumidor, recepcionando queixas e colaborando para a solução de problemas.
Totalmente digital, a campanha será realizada de 08/01 a 17/03 nos perfis institucionais da ANS no Facebook, Twitter, Youtube e Linkedin e também no Google Search e Instagram, cobrindo todo o território nacional. Os vídeos e posts produzidos abordam temas relevantes para quem quer contratar ou para quem já tem um plano de saúde, tais como: principais características dos planos; como verificar informações sobre as operadoras; como trocar de plano sem ter que cumprir novas carências, utilizando o mecanismo da portabilidade de carências; como comparar planos disponíveis no mercado; e como falar com a ANS.
"É importante que os beneficiários da saúde suplementar e a sociedade em geral saibam que a ANS é a autoridade quando o assunto é plano de saúde, que o setor possui regras que são fiscalizadas pela Agência e que há diversos canais de contato e meios de comunicação disponíveis para disseminação de informações e orientações para quem deseja contratar ou já possui um plano de saúde", enfatizou Wladmir de Souza, secretário-geral da ANS.
Confira aqui a campanha: http://www.ans.gov.br/pronta-pra-ajudar
.................

Rosane Rodrigues da Cunha
Assessoria de Comunicação
 


Assessoria de Comunicação - Sindhoesg - 09/01/2020

 

Newsletter

Casdastre-se para receber nossos informativos:

 

Sindicato dos Hospitais e Estabelecimentos de Serviços de Saúde no Estado de Goiás

Alameda Botafogo, nº 101, Centro
CEP 74030-020 - Goiânia - Goiás

 

Telefone:(62)3093-4309

 

sindhoesg@sindhoesg.org.br

GOsites