Sindhoesg em foco

Sindhoesg em Foco 151 (13/08/18)

SINDHOESG EM FOCO
Informativo do Sindicato dos Hospitais e Estabelecimentos
de Serviços de Saúde no Estado de Goiás - Sindhoesg
Ano 6 Nº 151 13/08/18

 

Empossada a nova diretoria do Sindhoesg

 

Eleita em 6 de julho, a nova diretoria do Sindhoesg foi empossada em 8 de agosto para a gestão 2018/2021. José Silvério Peixoto Guimarães foi reeleito presidente e definiu sua recondução ao cargo como um reconhecimento do trabalho realizado.

“Tivemos avanços nos últimos anos, não foram todos os desejados, mas alcançamos vitórias e é gratificante seguir à frente da presidência do Sindhoesg”, disse, reafirmando o compromisso de trabalhar em prol dos filiados. Ele observou que o atual cenário econômico do País é pouco favorável e o setor de saúde atravessa um momento crítico, com os hospitais e demais prestadores de serviços sendo mal remunerados pelas operadoras de planos de saúde.

O Sindhoesg, segundo o presidente, vai trabalhar buscando mudar essa realidade e visando melhorar a remuneração dos prestadores e condições para que também possam melhor compor os salários dos trabalhadores da área.

A segurança do paciente e a ampliação dos cursos de capacitação e atualização dos profissionais dos estabelecimentos filiados são outras metas da nova gestão. Valney Luís da Rocha, que assumiu a vice-presidência, também enfatizou a importância da promoção de cursos para a atualização dos gestores e dos profissionais de saúde, buscando a melhoria contínua da prestação dos serviços à população.

O médico veterinário Antônio Carlos de Carvalho, que integra o conselho fiscal do Sindhoesg, citou que as clínicas veterinárias – segmento representado pelo Sindicato – também carecem desta educação continuada em áreas como a gestão dos negócios. “Precisamos estar preparados para enfrentar a concorrência de grandes grupos e assegurar a sustentabilidade de nossas empresas”, disse.

O secretário adjunto do Sindhoesg, Gustavo Suzin Clemente, e o conselheiro fiscal Robson Bueno de Carvalho também participaram da solenidade oficial de posse, prestigiada ainda pela presidente do Sindicato dos Laboratórios de Análises e Bancos de Sangue do Estado de Goiás (Sindilabs), Christiane do Valle Santos.

 

José Silvério (esq.), Christinae do Valle e Valney Luís da Rocha

 

Confira a composição da diretoria 2018/2021

 

Presidente: José Silvério Peixoto Guimarães
Vice-Presidente: Valney Luís da Rocha
Secretário Geral: Alexandre João Meneghini
Secretário Adjunto: Gustavo Suzin Clemente
Tesoureiro: Leonardo Mariano Reis
Tesoureiro Adjunto: João Batista de Souza

Conselho Fiscal:
Efetivos
Primeiro: Robson Bueno de Carvalho
Segundo: Antônio Carlos de Carvalho
Terceiro: Waldir de Sousa

Suplentes
Primeiro: Fernando Antônio Honorato da Silva e Souza
Segundo: Salomão Rodrigues Filho
Terceiro: Hélio Albino da Silva


Clique aqui e confira outras fotos da posse
 

Grupo de estudos do Sindhoesg promove palestra de capacitação em segurança do paciente
 

Especialistas da Vigilância Sanitária de Goiânia, Thaís Araújo, Carlos Caixeta e Solange Fonseca, apresentaram modos de gerir riscos em ambientes hospitalares

Enfermeiros responsáveis pela segurança do paciente em hospitais filiados ao Sidhoesg participaram da palestra de capacitação “Vigilância Sanitária em Segurança do Paciente”. O evento foi realizado no dia 29 de junho, na sede do Sindicato, e fez parte das atividades do Grupo de Estudos da NR-32, criado em 2010 pelo Sindhoesg para discutir a segurança e saúde em unidades assistenciais da saúde.

No cenário em que cerca de 800 brasileiros morrem em decorrência de falhas evitáveis em hospitais públicos e privados, segundo pesquisa do Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS), o evento buscou discutir diversos fatores da gestão de risco. A farmacêutica Thaís Araújo, especialista em Saúde Pública, ensinou aos alunos quatro maneiras de lidar com os incidentes: evitar, aceitar a existência destes, transferir a responsabilidade (pela contratação de um seguro, por exemplo) e reduzir. Leia mais.
 

Hospitais devem garantir o acesso de peritos médicos do INSS a pacientes

O Conselho Regional de Medicina do Estado de Goiás (Cremego) orienta os diretores de hospitais públicos e privados goianos que, sempre que solicitado e após a devida identificação dos profissionais, autorizem a entrada dos peritos médicos do Instituto Nacional de Seguro Social (INSS) para a realização de perícias em pacientes internados.

A realização de perícias hospitalares, de acordo com a Seção de Saúde do Trabalhador da Gerência Executiva do INSS em Goiânia, é um direito do beneficiário do INSS previsto no parágrafo 5º do artigo 101 da Lei 8213, que em seu parágrafo 4º também assegura o acesso do perito médico previdenciário ao paciente e a seu prontuário.

O acesso deve ser assegurado pelo hospital após a identificação profissional do perito e informação do propósito da perícia hospitalar. O impedimento deste acesso pode caracterizar infração ao artigo 19 do Código de Ética Médica (Deixar de assegurar, quando investido em cargo ou função de direção, os direitos dos médicos e as demais condições adequadas para o desempenho ético-profissional da medicina).


MPT lança o livro “Saúde e Segurança do Trabalho no Brasil”

O Ministério Público do Trabalho lançou o livro “Saúde e Segurança do Trabalho no Brasil”, que traz informações sobre temas, como a atuação da Justiça do Trabalho em relação ao adoecimento profissional e a ocultação do adoecimento laboral no Brasil. Acesse e confira.


eSocial lança nova Central de Atendimento para orientar empregadores: 0800 730 0888
 

O eSocial disponibilizou para todos os empregadores, inclusive os domésticos, a Central de Atendimento 0800 730 0888. Esse número aceitará ligações a partir de telefones fixos e esclarecerá dúvidas operacionais, relacionadas ao envio, consulta e edição de eventos transmitidos para o eSocial, além da utilização dos módulos Web do eSocial (Web Empresas, MEI e Web Doméstico). O horário de funcionamento será das 07:00 às 19:00 horas, de segunda a sexta-feira.

A Central se destina ao atendimento exclusivo de questões técnicas do sistema e, portanto, não esclarecerá dúvidas de direito material (aplicação ou interpretação da lei, no caso concreto). Nestes casos, o empregador deverá procurar atendimento diretamente nos órgãos integrantes do eSocial - de acordo com o tema, ou, no caso de empresas, a sua consultoria contábil ou advocatícia.

Além do atendimento telefônico, o eSocial também disponibiliza o atendimento por e-mail. Os empregadores poderão enviar suas dúvidas na área do Fale Conosco do Portal e receberão as respostas no e-mail informado no formulário.

Já as empresas que utilizam o ambiente de testes (produção restrita), podem encaminhar suas questões pelo formulário próprio. Neste caso, as perguntas não serão respondidas individualmente, mas poderão compor a área de Perguntas Frequentes, disponível a todos os usuários.

 

Preenchimento das informações - eSOCIAL - Classificação tributária

Todos os empregadores, independentemente da classificação tributária, devem preencher as informações do CNAE preponderante, da alíquota da contribuição RAT e do Fator Acidentário de Prevenção - FAP. Mesmo as empresas optantes pelo Simples Nacional com tributação substituída e as empresas imunes de contribuição previdenciária devem identificar estes dados (CNAE /RAT/FAP) de acordo com a atividade por elas exercida.(Fonte: Objetiva)

 

LEGISLAÇÃO
 

Entra a vigor a lei que veda a cobrança de ar-condicionado em separado

Publicada no Diário Oficial do Município de Goiânia no dia 6 de agosto e já em vigor, a Lei número 10.179, de 25 de maio de 2018, proíbe a cobrança em separado da utilização de aparelhos de ar-condicionado, aparelhos de refrigeração e conservação de alimentos pelas unidades de saúde da rede particular.

De acordo com a nova lei aprovada e promulgada pela Câmara Municipal de Goiânia, fica proibida a cobrança em separado por uso de condicionadores de ar, aparelhos de refrigeração e conservação de alimentos, utilização de água quente nos chuveiros, fornecimento de alimentação regular e utilização de aparelhos de televisão por parte das unidades de saúde da rede particular sediadas na capital goiana.

O artigo segundo prevê que em caso de descumprimento da lei será aplicada multa equivalente ao valor de dez diárias cobradas pela unidade de saúde infratora, sendo esse valor duplicado em caso de reincidência. A lei atribui ao Poder Executivo Municipal a regulamentação da fiscalização e aplicação da penalidade por descumprimento da norma.

 

Nova Instrução Normativa trata da fiscalização do cumprimento das normas de aprendizagem profissional

Publicada no Diário Oficial da União em 31 de julho de 2018, a Instrução Normativa SIT Nº 146 de 25 de julho de 2018, dispõe sobre a fiscalização do cumprimento das normas relativas à aprendizagem profissional. Confira o texto completo.
 


SINDHOESG EM FOCO
Ano 6 -  Nº 151 13/08/2018
Informativo do Sindicato dos Hospitais e Estabelecimentos de Serviços de Saúde no Estado de Goiás (Sindhoesg)
Rua 24, 202, Centro – Goiânia (GO)
Fone (62) 3093 4309
E-mail imprensa@sindhoesg.org.br
Presidente: Dr. José Silvério Peixoto Guimarães
Jornalista Responsável: Rosane Rodrigues da Cunha - MTb 764/JP-GO

 


Assessoria de Comunicação - Sindhoesg - 13/08/2018

 

Newsletter

Casdastre-se para receber nossos informativos:

 

Sindicato dos Hospitais e Estabelecimentos de Serviços de Saúde no Estado de Goiás

Rua 24 nº 202, Qd 77 Lt 26, Setor Central
CEP 74030-060 - Goiânia - Goiás

 

Telefone:(62)3093-4309

 

sindhoesg@sindhoesg.org.br

GOsites